Lajes Alveolares


As lajes alveolares pré-fabricadas de concreto protendido Tipo Roth da PRECONCRETOS, são executadas mediante utilização de moldadoras móveis. A moldagem se processa sobre pistas metálicas de 122m de comprimento.

A armadura das lajes, formada por cordoalhas de aço (CP-190 RB), é pré -tensionada sobre as pistas. O concreto, durante a extrusão produzida pela moldadora, envolve as cordoalhas, onde o excepcional adensamento daquele, garante a perfeita aderência entre os dois materiais.

O concreto, racionalmente dosado, tem sua cura acelerada mediante aplicação de vapor.

Quando atingida a resistência necessária, as lajes são serradas, momento que transfere a protensão ao concreto. As lajes apresentam vazios longitudinais que lhes proporcionam reduções de peso próprio da ordem de 30 à 45% em relação as lajes maciças de mesma espessura.

A concepção do perfil lateral das lajes permite que, uma vez rejuntadas, trabalhem como conjunto. O rejuntamento com concreto tem a função estrutural de entarugamento.
As lajes são produzidas nas espessuras de 12, 16, 20, 24, 28 e 32cm. No comprimento, as lajes podem ser serradas com precisão de mais ou menos 1cm.

As diversas espessuras de lajes aliadas a diversas possibilidades de protensão proporcionam ao produto grande versatilidade de uso. As lajes podem ser, incorporadas à construção apoiadas em paredes de alvenaria, estruturas de concreto ou metálicas.

Dentre as diversas utilizações das lajes protendidas Tipo Roth, podemos enumerar: entrepisos, forros, muros de arrimo, arquibancadas de estádios, coberturas de canais, passarelas, etc.

As lajes alveolares podem ser utilizadas com ou sem capeamento estrutural de acordo com as concepções do projeto estrutural.

Mesmo quando não se utilizar capeamento estrutural é fundamental a realização da COMPENSAÇÃO e do REJUNTAMENTO.

Em algumas obras utiliza-se o capeamento como piso acabado, realizando em uma só etapa o rejuntamento e a concretagem do capeamento.
A espessura mínima recomendada de capeamento é de 5cm, que devido a contra-flecha, resulta em espessura maior nas extremidades.

Compensação

Este processo consiste em nivelar por baixo todas as peças, de forma a garantir que o conjunto apresente um desnível mínimo entre as lajes.

- Colocar escoras ajustáveis, ligadas por uma viga de sustentação provisória (madre), no centro do vão da laje montada, igualando as deformações individuais de cada peça.

Rejuntamento

O rejuntamento é uma etapa importantíssima na execução das lajes alveolares pois dele depende o monolitismo do conjunto, ou seja, que funcione como um elemento único. Devem ser tomados os seguintes cuidados quando da sua execução:

- Limpar cuidadosamente todas as juntas removendo material solto que possa estar entre as lajes;
- Umedecer as juntas;
- Utilizar concreto fck 30 MPa com brita 0 (zero). Se for bombeado, verificar se a plasticidade do mesmo é adequada.
- Preencher as juntas com concreto. Garantir o preenchimento e o adensamento deste concreto;
- Caso ocorra escorrimento de nata pela junta realizar a limpeza do local com o concreto ainda fresco;
- Aguardar no mínimo 5 dias para retirar o material de compensação e carregar as lajes;

Orientações para o capeamento estrutural das lajes

- As lajes e juntas deverão estar limpas, isentas de materiais soltos, barro, restos de concreto;
- Após a montagem deve-se executar a compensação das lajes;
- Dispor a armadura especificada no projeto sobre a laje;
- Posicionar armadura de reforço nas bordas das aberturas (mínimo 2 x Ø 8 mm);
- Posicionar as fôrmas de borda;
- Umedecer as lajes antes da concretagem
- Concretar a capa utilizando concreto com resistência característica definida no projeto estrutural e que tenha como agregado graúdo, brita Ø. Garantir o preenchimento e o adensamento do concreto a juntas, através do uso de vibrador.
- Caso ocorra escorrimento de nata de concreto pela junta, proceder a limpeza com o concreto ainda fresco.
- Proceder a cura úmida após a concretagem;
- No dia seguinte à concretagem devem ser serradas as juntas do piso conforme especificação de projeto. No entorno dos pilares, prever junta de encontro.
- Retirada do escoramento no mínimo 5 dias após a concretagem.
- Quando existirem requisitos especiais ou preocupações estéticas, procurar um especialista em pisos antes da execução

Manuseio e montagem

A movimentação deste produto é feita através de balancins equipados com garras adequadas para lajes alveolares. O engate da peça deverá ser preciso garantindo que a garra esteja bem posicionada no sulco da laje.
Verificar que os balancins estejam colocados de forma simétrica na peça para que a mesma não fique inclinada. Como regra aproximada, o balancim deve ter um comprimento não inferior a 3/5 do comprimento da peça, ficando desta forma, um balanço de 1/5 do comprimento para cada lado.
Quando a laje estiver praticamente em seu local definitivo, já totalmente apoiada, desengatar a garra, liberando o sistema de segurança e soltar os cabos de aço. Proceder ao ajuste fino com o uso de alavancas.

Armazenamento

Quando houver necessidade de armazenamento em obra, na base de apoio da primeira peça, utilizar madeira, normalmente 8x8. Para o gradeamento da pilha, utilizar separadores de madeira, normalmente 2x2, sempre alinhados com o primeiro apoio. A posição de apoio na carga é de aproximadamente 20 a 30 cm das pontas.
Verificar as condições de suporte do terreno. O empilhamento não deve exceder a 5 peças na altura.

Download de Documentos

Sobrecargas em kg/m²
Vãos livres máximos admissíveis em m
Designação
Altura(cm)
Largura(cm)
Peso em Kg/m
Peso em Kg/m²
Concreto de Rejunt.(l/m²)
Voltar Topo

Av. das Indústrias, 990 - Anchieta - Porto Alegre/RS
Fone/fax: 51 3326.3311

© 2009 Preconcretos - Todos direitos reservados